BCN #4

Ao folhear o caderninho que me serve de suporte auxiliar à memória nos festivais encontro a seguinte referência, datada de cinco de Junho de 2006:

O Filipe Pedro mede a importância de um festival de música pelo número de actuações em simultâneo que consegue não ver.

Contexto: festivais com mais de seis palcos em funcionamento simultâneo.

Advertisements

5 thoughts on “BCN #4

  1. Vocês são loucos :DNão há nada que dê mais prazer do que trocar um concerto fraco por um concerto ainda mais fraco!Quanto às sandes (e restantes refeições)… bom, as de 2005 foram as melhores 😉

  2. Sim, ao terceiro ano (para mim) já começa a ser mais fácil lidar psicologicamente com a coisa.. dividir concertos a meio é que não faz o meu género – algo que algumas pessoas fazem para conseguirem ver mais bandas que tocam em simultâneo – a não ser que aquele que estou a ver não valha a pena. De resto acho que no “nosso” ano foi mais difícil escolher.Este ano a maior parte das sandes esteve a cargo do Filipe Pedro*, já que eu normalmente me ocupava do lanche / jantar. Grande falha: não chegámos a provar a magnífica profusão culinária do senhor Alex – The Pink Lighter man.(*marca registada)

  3. É verdade, eu estava lá nesse momento histórico.Lembro-me de pensar… “Hã!?”Depois continuei a pensar sobre o assunto, comendo uma das belas sandes confeccionadas por cátia monteiro.Seguidamente olhei para o cartaz, senti-me confuso com tantas bandas e deixei-me estar sentado a ver a banda que estava a actuar…Rui

Are you anti-monologue?

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s