Xenofobia linguística

O acordo foi aprovado. Apesar dos protestos. Apesar de todas as pessoas que conheço (o que não indica representatividade, mas ainda é uma data de gente) com quem falei se terem manifestado contra. Apesar do manifesto online de 33 mil pessoas contra. Apesar da argumentação de linguistas e apaixonados da língua. Apesar de uma língua não se definir por tratados, mas por processos de aculturação.

A língua é a verdadeira expressão democrática do povo – que o demonstre o falhanço do Esperanto. Contrariar essa regra básica é asfixiar a língua.

Mas agora interessa-me o que está por vir. Olhando para o passado, temos que os portugueses sempre gozaram com os brasileiros, enquanto os brasileiros fizeram anedota dos portugueses. Algo me diz que a língua vai azedar. Mas pode ser que me engane. Pode ser que estas palavras não sejam as correctas.

Mas uma coisa é certa: isto não é nada porreiro, pá.

Advertisements

2 thoughts on “Xenofobia linguística

Are you anti-monologue?

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s